23 de jun de 2009

Pra animar o domingo... Let’s Go!

Foi realizado no dia 07 desse mês, na praça dos Imigrantes em Ji-Paraná, a terceira edição do Let’s Go!. O evento começou por volta das 19 horas e contou com a participação de seis bandas, sendo apenas duas de outros municípios (Sam 57 de Cacoal e Kilowatts, de Porto Velho).
A banda que abriu o Let’s Go foi a Sam 57. A apresentação foi prejudicada logo no começo devido a uma queda de energia que durou por volta de cinco minutos. Após o retorno da luz, a Sam apresentou um repertório com apenas uma música própria, porém com covers bem executados e que trouxeram o público pra perto do palco. Rolou de Metallica a Linkin Park, tudo cantado muito bem pelo vocalista Alexandre. Já vi uma outra apresentação da Sam 57 e posso dizer que a do Let’s Go não foi tão boa assim, provavelmente pelo imprevisto do início. Mesmo assim, a banda fez bastante sucesso com o pessoal que estava por lá.
Logo em seguida veio a banda Neófytos. A Neófytos passou por grandes mudanças desde o seu último show no Grito Rock de Jipa. O baterista saiu e, cansados de terem que arranjar um baterista novo de seis em seis meses, Roni (guitarra), Gustavo (ex-baixo) e Pablo (vocal) resolveram se virar sozinhos e formaram um power trio. O Gustavo foi aprender a tocar bateria e o Pablo assumiu o baixo, mesmo sem nunca ter tocado antes. A Neófytos é uma das bandas que faz mais sucesso entre o pessoal daqui de Ji-Paraná, e a primeira apresentação deles como um trio foi bem bacana. O Pablo continua muito bom nos vocais e já toca melhor que muita gente por aí. Gustavo também foi bem na bateria, escorregou um pouco no pedal duplo mas não dá pra ignorar o esforço deles. A Neófytos não fez a melhor das suas apresentações, óbvio, mas seguraram a onda muito bem e surpreenderam a grande maioria do público, que esperava três integrantes indo cada um pra um lado.
Depois da Neófytos foi a vez da Calibre a Gosto. A banda é ótima e fez uma boa apresentação, como sempre. O vocalista Roni já está mais a vontade no palco e eu acho que a Calibre já está pronta pra sair de Rondônia, tranquilamente.
Agora, a Kilowatts. Bom... segundo show que eu vejo da Kilowatts e na boa, a banda não me convence. Eles venceram um concurso chamado projeto Pixinguinha, promovido pela Prefeitura de Porto Velho e tal, receberam uma boa grana pra gravar cd e etc, mas não rola. A Kilowatts não me convenceu e não convenceu quase ninguém. Tudo bem que o evento rolou mais por causa deles, que fizeram a ponte da fundação cultural de Porto Velho com a de Ji-Paraná, ficou tudo bem facilitado pra quem organizou o evento aqui, mas isso não encobre a sucessão de erros que é a Kilowatts. Segundo show que eu vejo, segundo show que ficou vazio.
Depois da Kilowatts, a Tatudikixuti teve a missão de trazer o público novamente pra perto do palco. E conseguiram. Depois de um tempo tendo alguns problemas internos, troca de integrantes e mudança de estilo, a Tatu ta ótima, som redondinho, pesadão e é mais uma banda de Jipa que está pronta pra rodar fora do estado. Outra banda que virou um power trio foi a Di Marco. Após a saída do Alemão (guitarra), o Raphael (vocal/guitarra), Uelton (baixo) e Alexandre (bateria) também resolveram se virar e optaram por não arranjar outro guitarrista. Diferente da Neófytos, ninguém da Di Marco teve que aprender a tocar outro instrumento, só foram se aprimorando, o que deu muito certo. O show foi muito bom, muito mesmo, apesar da guitarra do Raphael ter desafinado um pouquinho. Quase ninguém notou, o show foi bom mesmo, ótimo retorno.


Por Samira Lima Interior Alternativo

5 de jun de 2009

BLOG de CARA NOVA!

DOMINGO tem Let´s GO!!! Domingo, dia 07 de junho acontece o “Let’s GO!!!”, evento que não era realizando em Jipa desde 2006, ambos fora dentro do teatro municipal Dominguinhos sempre optando pela apresentação de banda da cidade e das cidades ao redor, dessa vez ele aumenta essas distancia e conta com 2 banda de fora. “Nossa cidade peca em entretenimento aos domingos, assim como as bandas pro falta de espaços onde possam mostram o seu som” falo Raphael Amorim, o evento contará com as bandas SAM 57 de Cacoal, CALIBRE A GOSTO, NEÓFYTOS, DI MARCO e TATUDIKIXUTI de Ji-Paraná e a KILOWATTS de Porto Velho, banda vencedora do Projeto Pixinguinha, o Let´s Go!!! terá início para as 18:00, será realizado na Praça dos Imigrantes (Av. Monte Castelo).

CONHEÇA AS BANDAS DO “LET´S GO!!!”

SAM 57 (Cacoal)

http://www.youtube.com/watch?v=AwCnJQoVUEI

CALIBRE A GOSTO
http://palcomp3.com.br/cag

NEÓFYTOS
http://palcomp3.com.br/neofytos

DI MARCO
http://www.myspace.com/dimarcojp

TATUDIKIXUTI
http://www.myspace.com/tatudikixuti

KILOWATTS (Pvh)
http://www.myspace.com/kilowattsrock

+++++++++++++++++
Festival Demo Sul 2009 abre inscrições

Estão abertas as inscrições para o Festival Demo Sul 2009. Artistas e bandas independentes de todo país e da América Latina podem enviar material até o dia 30 de julho para a produção do evento, a Braço Direito Produções, produtora responsável pelo festival. O evento acontecerá nos dias 9, 16 e 17 de outubro em Londrina, no Paraná.
Este ano, ele chega a sua nona edição como o maior festival independente do Sul do Brasil. Em oito edições, um total de 190 bandas subiu aos palcos do evento, sendo 120 regionais, 65 nacionais e 5 internacionais. Nomes renomados e de estilos musicais diferentes, como Mudhoney (EUA), Nação Zumbi, Cachorro Grande, Edgard Scandurra e Mundo Livre S/A, já participaram do evento.

O Festival é conhecido também por ser uma vitrine para as bandas, ajudando a impulsionar as carreiras no cenário nacional. É o caso de Vanguart, Macaco Bong (primeiro lugar na lista dos 25 melhores discos nacionais de 2008, eleito pela Rolling Stone Brasil), da local Trilöbit, e a argentina Vudú, que após tocar no festival, fechou uma turnê em dez cidades do Brasil.

Após dois anos de existência, Demo Sul inova.

Idealizado e organizado desde 2001 pelo produtor cultural Marcelo Domingues (Braço Direito Produções), acumulou três indicações na categoria de “melhor festival de música independente” (Prêmio Toddy, Revista Dynamite e selo carioca Midsummer Madness) e inovou. Foi um dos primeiros membros da
ABRAFIN (Associação Brasileira de Festivais Independentes) a realizar um Simpósio de Música Independente, dentro da programação oficial do evento, oferecendo ao público, palestras sobre produção, comunicação, publicidade e agenciamento do setor da música independente. Entre os palestrantes, já estiveram presentes Chester Prestes (Itaú Cultural), Fabrício Nobre (Monstro Discos e Abrafin), Janete Ohauly (Casa de Cultura da UEL) e Cláudio Jorge (Petrobrás).
Além dos Simpósios, o Festival promove desde 2001, a Feira Demo Sul, colocando em contato, agentes do ramo, como músicos, lojistas, expositores, produtores musicais, diretores de áudio visual, jornalistas, fotógrafos e artistas plásticos, com a finalidade de dinamizar a troca de informações.
O material para bandas que desejam participar do Demo Sul 2009, CD com músicas em qualquer formato e texto de apresentação da banda, deve ser enviado para:

Braço Direito Produções
Rua Xingu, 136, Vila Nova
CEP: 86025-390 - Londrina, Paraná.
www.demosul.com.br
Atendimento à imprensa:
Gabriel Ruiz: (14) 8801.2057 / (43) 9902.3178
Mail:
gabrielpruiz@yahoo.com.br

Fonte: assessoria

+++++++++++++++++
RAPIDINHAS:

Banda DJOW de Cacoal no Casarão 10 anos
A banda DJOW de Cacoal, foi escolhida com uma das atrações do festival Casarão 10 Anos nos 04, 05 e 06 de Setembro, um dos festivais mais expressivos do pais, além de uma imensa vitrine do que tem sido feito no estado.
O Casarão 10 Anos ainda contará com as bandas Pato Fú, Moptop e Ratos de Porão, e mais 24 banda de todo o pais e de fora também.

Mais informações:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=694563

+++++++++++++++++
A comitiva do Raio q Uparta no Festival Bananada - Goiânia

A Hey Hey Hey realizou uma jornada de 40 horas até Goiânia para se apresenta no festival BANANADA.
“Eles começaram com uma música nova em que Fiorelo faz um som metalizado tocando na ponta do cabo da guitarra, “Não pare de Fumar”. Foi assim, fraquinho, pra dentro, como só a voz do fiorelo é, mas chamou a atenção, aliás a escolha dessa música para abrir foi ótima. Neila, como eu nunca havia visto, animada, sem aquela cara amarrada, até ensaiou uns sorrisos. Como nós comentamos depois: “Ela tava tirando onda mesmo!!” dançando com o tecladinho na mão ou com o baixo. A apresentação vai ficar como uma das que eu guardarei, tudo soou perfeito, o Gabriel pisava no bumbo e a grade tremia feito o efeito de uma bomba, Filipe cantou demais e o show não foi linear ou monótono, foi crescendo e no fim, quando eu vi fiorelo no baixo pensei:“putz, 40 horas de viagem e já ta terminando.” De tão envolvente aqueles 30 minutos pareceram menos, muito menos...

...Com certeza a Hey Hey Hey entra pro circuito das bandas independentes que rodam os festivais. Sorte aos garotos e que a cena em RO cresça junto com vocês.”

Veja a matéria na integra:
http://raio-q-uparta.blogspot.com/

++++++++++++++++

APERITIVO:

Clip da música “NEM TUDO QUE VEM DE VOCÊ É BARULHO” da banda Hey Hey Hey de Porto Velho, produzido pelo Interior Alternativo:

http://www.youtube.com/watch?v=3H9CDPyuMXY