15 de out de 2010

ATÉ O PRÓR


SIM GALERA, O 3º CONGRESSO FORA DO EIXO CHEGOU AO FIM
AGORA SÓ NOS RESTA ESPERAR PRA VER O QUE NOSSA ENVIADA,
SAMIRA LIMA, VEM TRAZENDO
NA SUA BAGAGE, É CLARO SÓ
DEPOIS DO JAMBOLADA:


++++++++++++
AMANHã V FESTIVAL SOLARIS! em Cacoal

Evento é destinado a formentação de uma cena local, e a iniciação de novas bandas, e acontece no Castelli´s

Programação de Shows:

19 h – Meebol´s
19 30h – Canal 9
20h – Mistura Perfeita
20 30h – Nitendo (Jipa)
21h – Athos e Banda
21 30h- Break Down (Pvh)
22h - Maxxx V8 (Jipa)
22 30h – DDD 69
23h – Sam 57
23 30h – Mega Drive
24h – Urbanos Rock (Vlh)
00 30h- Rufus
01h - Macacos Me Mordam



13 de out de 2010

Começou o III Congresso Fora do Eixo:

Começou o III Congresso Fora do Eixo em Uberlândia, e o Interior Alternativo está presente nessa edição, Samira Lima foi a MG acompanhar, absorver e nos por a par do que está rolando na rede e já buscando novidades pra agregarmos ao Festival Poraquê e pro coletivo IA.

Só falta o Maranhão!

Desde a última segunda-feira (11) Uberlândia respira movimentação cultural. A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) é ponto de encontro de mais de 60 coletivos de todas as regiões do Brasil, além de um da Argentina. Jornalistas, produtores e diversos agentes e colaboradores culturais formam o público de mais de 300 pessoas do III Congresso Fora do Eixo. Neste ano, os temas giram em torno de economia solidária, intercâmbio, autogestão e etc. Durante o primeiro dia, mais dois estados aderiram ao sistema FDE de produção cultural: Piauí e Espírito Santo, faltando a partir de agora somente o Maranhão para o FDE alncançar todo o território brasileiro.

A programação se estende até sábado (16) e é composta por debates, grupos de discussão (GD’s) e grupos de trabalho (GT’s). Nesta edição do congresso, o FDE demonstra muita maturidade em sua gestão diante dos coletivos vinculados ao circuito. Um grande exemplo de maturação prematura (diante da realidade dos coletivos) é o Massa Coletiva. Em um ano e meio, o Massa tornou-se referência diante de todos os coletivos no quesito de sustentabilidade.

A TAL DA SUSTENTABILIDADE - Ficou perceptível o empenho dos coletivos em se adequarem ao FDE, da mesma forma que o FDE mostrou-se mais aberto a negociar com seus filiados. O GD de sustentabilidade rendeu ótimos debates e sanou algumas das inúmeras dúvidas dos interessados em viverem de cultura. Ao final do congresso, o FDE formulará novas diretrizes para o ano de 2011, idealizadas a partir dos debates e GT’s realizados. Os GD’s seguem até sexta-feira e serão transmitidos ao vivo pela internet. Quem não pode vir ao congresso pode seguir todas as informações sobre o congresso (lançadas na rede em tempo real no www.livestram.com/foradoeixo) através dos links: foradoeixo.org.br/congresso; twitter/foradoeixo, gomacultura.blogspot.com e jambolada.blogspot.com.

Samira Lima – Interior Alternativo

Fotos: Coletivo Goma (http://www.flickr.com/photos/gomacultura/)

Videos do III COFE:

http://www.youtube.com/watch?v=wQl7QPC2AyQ

http://www.youtube.com/watch?v=HUGAU4qMic0&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=_cROgL-zWTw&feature=related

7 de out de 2010

Falsos Conejos (ARG) é o primeiro lançamento internacional do Compacto

Banda argentina entra em turnê pelo Brasil lança "YYY" no projeto Compacto.Rec O Compacto.Rec tem orgulho de apresentar seu primeiro lançamento internacional do projeto - o CD “YYY” do trio Falsos Conejos (Argentina), primeiro LP do grupo, também o primeiro nesse formato lançado pelo Compacto. O trio entrará em turnê pelo Brasil em outubro, passando por regiões como Sul e Nordeste. O grupo instrumental experimental nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 2006. Pós-rock, math rock e outros termos semelhantes (que os seus integrantes não estavam conscientes no momento de delinear as suas músicas) são muitas vezes utilizados para descrever o som do grupo. É um som forte e intenso, aproximado do rock e o ritmo às vezes se parece com Jazz, Dub e própria música regional de Buenos Aires.

COMPACTO.REC

Esse ano o Compacto.Rec trouxe diversos lançamentos que derão enfâse ao projeto, como a paranaense Nevilton, a mineira Uganga, deu destaque a Coletânea Grito Rock América do Sul 20
10, lançou o primeiro material solo do Jair Naves, ex-Ludovic e recentemente foi contemplada pela Bolsa Funarte de Reflexão Crítica e Produção Cultural para Internet. Já em Outubro do 2010 o projeto realiza sua primeira edição internacional, Falsos Conejos da Argentina, o lançamento acontece simultâneamente com a turnê da banda na América Lativa. Com a liberação dos fonogramas para downloads, o projeto alinha uma iniciativa de trocas para remunerar o autor do trabalho em um sistema de economia solidária, pautado na oferta de serviços e produtos integrados ao Circuito Fora do Eixo.

O DISCO

YYY pode ser interpretado como uma letra do alfabeto repetido três vezes,
ou simplesmente como três grupos de três linhas que se encontram em três pontos. Assim, o Falsos Conejos o escolheu para batizar seu novo álbum, que foi concebido a partir do conceito de "três vezes três" (três grupos de três faixas, o número de três discos do trio, gravado durante o terceiro ano de vida a banda, um processo que demorou três dias para gravar e que foi assistido por apenas três músicos). O CD traz um som orgânico, onde a reverberação natural de diferentes ambientes é muito presente, em oposição à neutralidade que é pedida no estúdio de gravação. Concebido como um álbum inteiro para ouvir direto, as nove faixas são ligadas por pontes de músicas ou sons que moravam na casa no momento: passos, portas que abrem e fecham, carros e caminhões que passavam pela via, grilos, pássaros e morcegos no jardim. Como uma montanha-russa, YYY, é fiel ao conceito de dinâmica de condução do grupo, onde o silêncio é usado como um recurso para enriquecer a música.

Baixe o disco: http://www.compactorec.foradoeixo.org.br


Curta ai um pouco de Falsos Conejos: