1 de ago de 2011

Vem aí a 1º Edição do Festival Poraquê - Festival de música independente

 
O festival Poraquê, que acontecerá em Ji-Paraná, começa a movimentar a cidade com muita música e troca de tecnologias. O evento, a ser realizado nos dias 13 e 14 de Agosto, no Ginásio de Esportes Gerivaldão, chega com a proposta de levar cultura, ecologia e diversão á juventude ji-paranaense.

As ações começam já no dia 11, levando aos alunos do curso de Comunicação Social do Ceulji/Ulbra uma oficina de Web Rádio ministrada por Rafael Altomar, integrante do Coletivo C.A.O.S, de Porto Velho.No dia será a vez da oficina de Estúdio de Guerrilha, com Leonardo Chermont, do Casarão Floresta Sonora de Belém que acontece no Teatro Dominguinhos. Haverá também workshop de Grafite, com “Gaspa”, do Coletivo C.A.O.S, durante os shows do Festival Poraquê.

BANDAS 
Os shows, partir das 18 horas, começam com banda Maria Joana(Jaru), Illinois (Ji-Paraná), Sub Pop (Vilhena), Marcos Biesek e Ressaca Moral (Ariquemes), o rapper Linha Dura (Cuiabá), Di Marco (Ji-Paraná) e encerrando a noite, a Macaco Bong banda de Cuiabá que hoje vive em São Paulo e tem em seu currículo o título de melhor disco, concedido pela revista Rolling Stones, apresentações com Gilberto Gil e em festivais como o SWU e Planeta Terra. Atualmente a Macaco Bong e se prepara pra subir ao palco do Rock in Rio.



No Dia 14, acontece no teatro Dominguinhos o Workshop de Guitarra e Bateria com Bruno Kayapy e Ynaiã Benthroldo, integrantes da  Macaco Bong, das 15 horas em diante.
Ás 18 horas, a banda Macacos me Mordam (Cacoal) abre a noite, seguida pela banda de reggae gospel Maré de Unção (Ji-Paraná), Beradelia (Porto Velho), a dupla Strobo, de Belém do Pará, que recém lançou o EP Bizarro Dance Club (disponível pra download no http://casaraocultural.com/bdc/) o hardrock da Maxxx V8 (Ji-Paraná) e a dupla Strobo, de Belém do Pará, que recém lançou o EP Bizarro Dance Club (disponível pra download no http://casaraocultural.com/bdc/), a banda Vandaluz de Patos de Minas encerra o festival. O evento terá entrada franca e é uma iniciativa do Coletivo Interior Alternativo e do Circuito Fora do Eixo.




Expo Tattoo
No mesmo ambiente do festival Poraquê acontecerá a 1ª Exposição de Tatuagens do interior de Rondônia. O encontro busca um contato maior entre os tatuadores de todo o estado, além do propósito de quebra do preconceito com tatuagens e bodypiercing. Interessados em participar devem entrar em contato com Denis Tattoo pelo telefone (69)8402-1873.

13 de agosto – Sab

- Oficina de Estúdio de Guerrilha com Leonardo Chermont, 
  teatro Dominguinhos

- Maria Joana - Jaru
- Illinois - Jipa
- Sub Pop - vilhena
- Marcos Biesek e ressaca moral - Ariquemes
- Linha Dura - Cuiabá - MT
- Di Marco - Jipa
- Macaco Bong – Cuiabá/Sampa - MT/SP

14 de agosto – Dom

- Workshop de guitarra e bateria com Bruno Kayapy e Yaniã Benthroldo (Macaco Bong) ,Teatro Dominguinhos

- Macacos me mordam - Cacoal
- Maré de unção - Jipa
- Beradelia - Porto Velho
- Strobo - Belem - PA
- Maxxx V8 - Jipa
- Vandaluz - Patos de Minas - MG

O coletivo Interior Alternativo e Circuito Fora do Eixo com o apoio de Minc e outros parceiros locais, apresentam o Festival Poraquê.

5 comentários:

Nany Damasceno disse...

Faltou banda do Acre =(

Lícia Amarantes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lícia Amarantes disse...

Tbm acho q faltou uma banda do Acre!!!!!Mas eu vou assim mesmo!!!!

Marcos Felipe disse...

Boa sorte ao Festival!!!! Escalação bacana!!!

Alfa Canhetti disse...

Eu estarei lá com o Linha Dura