29 de set de 2009

E FINALMENTEEEEEEEE

“Faz logo essa porra de resenha, rapaz!”

Esse é o espírito desse longo e educativo texto que vos segue, caro amigo.

Com muita dedicação e umas semanas de atraso venho aqui falar minhas impressões da primeira noite do ‘Eu Quero é Rock’, no teatro Dominguinhos em Ji-Paraná no dia 28 de Agosto.

Com relação a edição anterior, o festival apresentou uma boa evolução na organização. Falhas bobas dessa vez não aconteceram. Aprender com outros eventos realizados no teatro, é um ponto a ser destacado nesse ‘Eu quero é rock’.

Quem não se lembra da fumaça de cigarro em ambiente refrigerado do Grito do Rock?

As bandas que se apresentam foram consistentes... Não sabe o que é consistente?

Titio ensina: convincente é aquele som que independente de estilo, tribo ou penteado, te sacode.

Seja aquela batidinha de pé disfarçada com o som corajoso da molecada da Nitendo, bater cabeça no já tradicional metal ji-paranaense e rebolar com o ótimo som dos Inimitáveis de Cuiabá.

Variedade, por sinal, tem sido marca registrada dos festivais de rock realizados em Ji-Paraná.

Eclipse Final representou muito bem o som pesado da cidade com uma surpreendente melhora em relação as suas últimas apresentações.

Nitendo, como disse, é a molecada que contraria todo mundo com o rótulo assumidamente ‘pop’. E como todo moleque tem que ser teimoso, eles meteram o ‘punk’ e merecidamente se consolida como a melhor (e talvez única) banda pop-punk (punk-pop... sei lá) da cidade.

E quer saber? Acredito no som da molecada. Mesmo Blink, CPM e muita das outras coisas que influenciam os meninos, me fazer achar que devíamos ter nascido com pálpebras nos ouvidos.

Mas verdade seja dita: o descompromisso e entrega da banda em cima do palco, me faz ver que o ‘punk’ não está atoa na autodefinição da banda.

É bacana ver um Power trio de menos de 20 anos compondo e se divertindo tocando rock.

Também não tem como não falar da (perdoe a piada) inesquecível, inimaginável, inacreditável e improvável apresentação dos Inimitáveis de Cuiabá.

“São os caras que tocam Jovem Guarda de terno”

É, são os caras de terno, que rebolosamente botaram metaleiros em cima do palco com ao som de ‘banho de lua’.

Surreal! Ótimo!

Se a idéia do festival é mesclar estilos, o choque com uma banda essencialmente cover, faz bem aos novos ares rockeiros que Ji-Paraná vem respirando.

Particularmente acho o cover algo indispensável numa apresentação. Os cuiabanos fizeram do indispensável a regra.

Já que to falando de particularidades, pela primeira vez parei pra assistir um show de cima do palco. Poutz! Como é maneiro! Ver os detalhes do cansaço, da gota de suor no nariz, da baqueta que escapa, do cabo que prende no pedal...

Ver isso tudo com uma banda ligada no 220 como são os Inimitáveis de Cuiabá, é gratificante e faz valer a pena aquela credencialzinha de imprensa no seu peito...hehehe

Pra fechar a noite, Di Marco, com a competência de sempre, tocando todas as músicas do repertório mais alguns covers sempre bem tocados pela banda, que agora segura com um só guitarrista, mudando muito a forma da banda se apresentar.

A cozinha (baixo e bateria) está muito mais presente nos arranjos, o que dá um peso e som diferenciado para o repertório indie da banda.

O ápice da noite foi o dueto entre os vocalistas Raphael (Di Marco) e Dennis (Inimitáveis) cantando ‘Mania de querer ter’, música de autoria da banda Ji-paranaense.

É com a impressão de um evento agradável que termina a primeira noite da segunda edição do Eu Quero é Rock.

Junta-se os cabos, guitarras e baquetas e bora se espremer nos carangos disponíveis pra ir pro Stik no Original com Calibre a Gosto e amigos...ótima banda de Ji-Paraná. E que infelizmente não pude acompanhar.

Por fim, galera, parabenizo todos os amigos que trabalharam em prol desse evento. É uma semente bacana plantada pra que nosso coletivo ande.

‘Eu quero é rock’... Sempre!


Paulo Demetrius


++++++++++

Paulo Demetrius

2 comentários:

Eliel disse...

aowww tchê tchê tchê!!!
putz ainda não li
não posso fazer um comentário interessante
abraços aew pra todos

Fernanda disse...

Queria poder ter visto o show dos inimitáveis... MT sempre com bandas muito boas.