15 de mai de 2008

NEÓFYTOS: o peso do interior


Banda de Ji-Paraná formada em 2004, com influência de Sepultura, Metallica, Trivium, Pantera, entre outras, intitulam-se uma banda de Merd METAL, sempre no tom extrovertido dos seus integrantes.
A banda passou por varias formações, mas sem dúvida essa é a que mais tem se destacado, o som é pesado e difícil de digerir, porém muito bem tocado aliado a uma presença de palco empolgante arrebatando fãs por onde passam, se mostrando uma das bandas de Jipa mais preparadas.
A banda já apresentou em festivais importantes em Jipa e RO, como Rock in Jipa, Rock na Praça, Grito Rock Jipa 2008, Metal Jipa entre outros , e recentemente a banda se apresentou no Grito Rock 2008 na capital Pvh, onde recebeu elogios tanto em resenhas quanto do público presente.
“A banda Neófytos sente-se privilegiada em trazer para o interior do estado , um novo conceito de estilo e idéia!”, além de uma banda expressiva na cena Jiparanaense, são forte atuantes da cena alternativa de Jipa, tendo no seu guitarrista Roni e no baixista Gustavo duas peças importantes na solidificação da cena.
Como amigo e fã posso dizer que a Neófytos não agrada a todos, e nem tem esse objetivo, mas faz um trabalho bem feito e bem fundado dentro da sua proposta, estado ao lado da Coveiros de Pvh uma das poucas bandas pesadas e com qualidade no estado.

A formação atual da banda é:
Pablo(Vocal)
Roni(Guitarra e vocal)
Gustavo(Baixo e vocal)
Eder(Bateria)

Comunidade da banda no orkut:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=43389370

Escute Neófytos:
http://www.neofytos.palcomp3.com.br


Raphael Amorim é

Vocalista e guitarrista da banda Di marco

raphamorim_dimarco@hotmail.com
-----------------------------------------------------------------------------------

Festival Demosul 2008 abre inscrições


Estão abertas as inscrições para a edição 2008 de um dos maiores festivais realizados no sul do Brasil. De 15 de maio a 15 de julho, o Festival Demo Sul receberá material de bandas e artistas independentes. Assim como nos anos anteriores, não haverá restrições quanto à localidade, gênero musical ou número de integrantes das bandas inscritas. Os critérios básicos de seleção são: o nível de participação, regional ou nacional, em manifestações culturais de caráter independente e a coerência da proposta musical, analisada de acordo com o contexto no qual o artista está inserido. A organização também leva em consideração a qualidade de produção do material enviado (cd, release e fotografia), mas isso não é um fator decisivo para a escolha.


Além da seleção feita pela audição, serão realizadas seletivas ao vivo fora de Londrina para escolher representantes de algumas cidades, como Curitiba, por exemplo. Para se inscrever, o artista interessado deve enviar, dentro do período de postagem das inscrições, um kit com a gravação da banda (cd ou dvd) e um cd que contenha o release, pelo menos uma fotografia em alta resolução, mapa de palco e as demais informações que a banda julgar necessárias. A organização exige que todo o material esteja devidamente identificado.


O endereço para o envio é:


BRAÇO DIREITO PRODUÇÕES

Rua Xingu, nº 136 – Vila Nova

Cep. 86025-390

Londrina – Paraná – Brasil


da redação da Braço Direito
-----------------------------------------------------------------------------------


FESTCINE AMAZÔNIA



Um evento que tem como objetivo divulgar, integrar e promover discussões em torno da produção de cinema e vídeos nacionais e internacionais, que tenham como temática o meio ambiente. O Festival acontece uma vez por ano, em Porto Velho - RO, em novembro.Sua primeira edição foi em 2003, Superando todas as expectativas.A adesão do público foi tão grande que as salas de exibição tradicionais foram pequenas.Hoje, o festival adquiriu um forma itinerante.Acontece, simultaneamente, em espaços tradicionais e em espaço alternativos:
Cinema no Circo, Cinema no Terreiro e Cinema nos Bairros.
O Festcine Amazônia exibe e pensa no meio ambiente, um espaço de várias cenas e um objetivo comum: colocar a arte e a técnica da sétima arte a serviço da preservação da natureza e da sustentabilidade da vida no planeta. O MAPINGUARI é um animal do imaginário dos povos da Amazônia uma mistura de um homem com um grande macaco com pêlos em todo o corpo, tem um único olho no centro do rosto e uma grande boca na barriga.Contam histórias aterrorizadoras do grande monstro da floresta.Símbolo lúdico da defesa da floresta, o Mapinguari é o troféu do Festcine Amazônia.Prêmio cada vez mais disputado pelos que fazem da sétima arte um manifesto em defesa da preservação da natureza.


PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL


Mostra Competitiva – filmes e vídeos selecionados de todo país, por comissão de renomados jurados atuantes no cinema brasileiro e que concorrem ao Troféu Mapinguari;


Mostra de Filmes Convidados – são produções cinematográficas de grande importância para o cinema nacional e mundial focados nas temáticas anuais do Festival;


Mostra Paralela – exibição de todos os trabalhos enviados para o FESTCINE AMAZÔNIA;


Cinema no Circo – sessões realizadas dentro de tenda de circo, com sessões intercaladas com apresentações circenses;


A Escola Vai ao Cinema – oportunidade em que as escolas da rede publica do ensino fundamental e médio assistem aos vídeos e filmes do FESTCINE AMAZÔNIA em salas de cinema;


Cinema nos Bairros – visando a popularização do cinema e estimulando e valorizando a produção local de trabalhos, o FESTCINE AMAZÔNIA realiza sessões em 04 bairros distintos da capital;


Cinema nos Terreiros – pensando na diversidade cultural existente o FESTCINE AMAZÔNIA promove sessões em terreiros de camdomblé e umbanda da cidade;


Mesa Redonda e Debates – espaço dedicado aos estudantes e universitários, intelectuais e profissionais do cinema, onde ocorrem discussões e reflexões sobre temáticas de interesse geral;


Oficinas de Direção e Produção de Vídeos – ocorrem durante todos os dias de evento voltados para profissionais da área e estudantes de comunicação em parceria com a Secretaria de AudioVisual do Ministério da Cultura – CTAV, Anima Mundi e IBM.


Cinema no Beiradão – visando levar a sétima arte para populações tradicionais e ribeirinhas que vivem ás margens dos rios Amazônicos e que nunca tiveram acesso a uma sala de cinema, assim é que o Festival é realizado junto ao Beiradão, expressão essa utilizada nessa região que designa as comunidades que vivem junto aos rios.


Mostra Arco Iris - realizada com o obetivo de levar ao público em geral discussões através da sétima arte sobre diversidade sexual, especialmente, num momento que se discute a homofobia nos mais diversos locais do país. Tolerância e Respeito.



FESTCINE AMAZÔNIA

Rua: Paraguai, 320

Morada do Sol 2

Bairro Embratel

CEP: 78900-970

Porto Velho – RO - Brasil
INFORMAÇÕES:55 69 - 3225 9739

Nenhum comentário: