29 de out de 2009

1ª Conferência Municipal de Cultura

A presidente da comissão organizadora, Leiva Custódio, afirmou que as ações em prol da cultura no município serão uma constante
Teve início na última quarta-feira (28), no auditório da Câmara dos Vereadores de Ji-Paraná, a 1ª Conferência Municipal de Cultura, que reuniu mais de 200 inscritos e teve como tema “Cultura, Diversidade, Cidadania e Desenvolvimento”. A Conferência foi encerrada ontem (29).
A presidente da comissão organizadora da 1ª Conferência, Leiva Custódio Pereira, falou sobre a receptividade dos participantes. “Não esperávamos tantas pessoas participando ativamente da Conferência. Dos duzentos inscritos, 150 estão presentes no auditório, o que nos deixou muito satisfeitos, pois destaca a preocupação dos agentes de cultura com o desenvolvimento da mesma”, relatou.
A conferência foi dividida em duas etapas. Durante a manhã de ontem, foram aplicadas palestras que abordaram assuntos como “Cultura, cidade e cidadania”, “Cultura e desenvolvimento sustentável, Cultura e economia criativa”, “Gestão e Institucionalidade da Cultura” e outros. Após as palestras, foi formada uma mesa redonda para a realização de debates.
No período vespertino, um grupo foi formado com os participantes da Conferência, que conversaram entre si e elegeram delegados que representarão Ji-Paraná na Conferência Estadual de Cultura, ainda sem data definida. Além da escolha dos representantes, os agentes de cultura formularam propostas que vão de encontro à solução dos problemas encontrados durante a execução de ações voltadas à cultura, como falta de espaço apropriado para apresentações culturais e falta de incentivo municipal.
“Ao ouvirmos as pessoas que trabalham diretamente com a cultura, temos a noção correta do que deve ser corrigido”, acrescentou Leiva, que finalizou a conferência afirmando que as melhorias na área cultural do município não se encerram junto com a conferência. “Em breve formaremos em Ji-Paraná um Conselho Municipal de Cultura e um Plano de Cultura, que dará voz ativa aos trabalhadores da área”.

Samira Lima

Nenhum comentário: